02/08/2022 às 18h04min - Atualizada em 03/08/2022 às 00h00min

Resultados financeiros da Check Point Software no segundo trimestre de 2022 superaram as projeções dos analistas

Os resultados da empresa referente ao segundo trimestre deste ano encerrado em 30 de junho de 2022.

SALA DA NOTÍCIA Check Point Software
https://www.checkpoint.com/pt/
Legenda foto: Gil Shwed, fundador e CEO da Check Point Software Technologies (Divulgação Check Point Software)
A Check Point Software  divulgou os resultados financeiros referentes ao segundo trimestre deste ano encerrado em 30 de junho de 2022.

Segundo Trimestre de 2022:                             
. Receitas totais: US$ 571 milhões, um aumento de 9% ano a ano
. Receitas de produtos e licenças: US$ 133 milhões, um aumento de 12% ano a ano
. Receitas diferidas: US$ 1,666 bilhão, um aumento de 13% ano a ano
. Receita operacional GAAP: US$ 209 milhões, representando 37% das receitas
. Receita operacional não-GAAP: US$ 249 milhões, representando 44% das receitas
. GAAP EPS (ação): US$ 1,36, uma redução de 1% ano a ano
. Não-GAAP EPS: US$ 1,64, um aumento de 2% ano a ano
. Receitas de assinatura de segurança: US$ 210 milhões, um aumento de 14% ano a ano

“Alcançamos ótimos resultados do segundo trimestre deste ano. As receitas totais alcançaram um crescimento de 9%, representando mais que o dobro da taxa de um ano atrás. Isso foi impulsionado pela força nas receitas de produtos e assinaturas, as quais geraram um forte aumento de 12% e 14%, respectivamente”, afirma Gil Shwed, fundador e CEO da Check Point Software Technologies. “No segundo trimestre, os ataques cibernéticos aumentaram 32%, enquanto os ataques avançados, como o ransomware, aumentaram 59%, ressaltando no porquê a segurança cibernética é tão crítica para manter todo mundo funcionando. Nossa visão estratégica de uma arquitetura de segurança consolidada de prevenção em primeiro lugar é mais relevante que nunca para combater os atuais desafios cibernéticos”, relata Shwed.

Destaques financeiros para o segundo trimestre de 2022:

Receitas totais: US$ 571 milhões em comparação com US$ 526 milhões no segundo trimestre de 2021, um aumento de 9% ano a ano.

Receita operacional GAAP: US$ 209 milhões em comparação com US$ 222 milhões no segundo
trimestre de 2021, representando 37% e 42% da receita total no segundo trimestre de 2022 e 2021, respectivamente.

Receita operacional não-GAAP: US$ 249 milhões em comparação com US$ 257 milhões no segundo trimestre de 2021, representando 44% e 49% da receita total no segundo trimestre de 2022 e 2021, respectivamente.

Impostos sobre a receita GAAP (benefício fiscal): US$ 45 milhões em comparação com US$ 47 milhões no segundo trimestre de 2021.

Lucro Líquido GAAP e Lucro por Ação Diluída: O lucro líquido GAAP foi de US$ 174 milhões em comparação com US$ 186 milhões no segundo trimestre de 2021. O lucro GAAP por ação diluída foi de US$ 1,36 comparado a US$ 1,38 no segundo trimestre de 2021, uma redução de 1% ano a ano.

Lucro Líquido não-GAAP e Lucro por Ação Diluída: O lucro líquido não-GAAP foi de US$ 209 milhões em comparação com US$ 217 milhões no segundo trimestre de 2021. O lucro não-GAAP por ação diluída foi de US$ 1,64 comparado a US$ 1,61 no segundo trimestre de 2021, um aumento de 2% ano a ano.

Receitas diferidas: em 30 de junho de 2022, as receitas diferidas foram de US$ 1,666 bilhão em comparação com US$ 1,472 bilhão em 30 de junho de 2021, um aumento de 13% ano a ano.

Saldos de caixa, títulos negociáveis e depósitos de curto prazo: US$ 3,800 bilhões em 30 de junho de 2022, em comparação com US$ 4,002 bilhões em 30 de junho de 2021.

Fluxo de caixa: Fluxo de caixa de operações foi de US$ 212 milhões em comparação com US$ 264 milhões no segundo trimestre de 2021. O segundo trimestre de 2022 inclui US$ 47 milhões em despesas relacionadas às nossas transações de hedge cambial e US$ 30 milhões em despesas fiscais em comparação com US$ 6 milhões de receita relacionada às nossas transações de hedge cambial e US$ 25 milhões em despesas fiscais no segundo trimestre de 2021.

Programa de recompra de ações: Durante o segundo trimestre de 2022, a empresa recomprou aproximadamente 2,6 milhões de ações a um custo total de aproximadamente US$ 325 milhões.

Para obter informações sobre as medidas financeiras não-GAAP discutidas neste comunicado, bem como uma reconciliação dessas medidas financeiras não-GAAP com as medidas financeiras GAAP mais diretamente comparáveis, consulte “Uso de informações financeiras não-GAAP” e “Reconciliação de Informações Financeiras GAAP para Não-GAAP.”

Para ler o comunicado completo original em inglês, incluindo as tabelas financeiras,
clique aqui.


Aviso legal sobre declarações prospectivas
Este comunicado à imprensa contém declarações prospectivas de acordo com o significado da Seção 27A do Securities Act de 1933 e da Seção 21E do Securities Exchange Act de 1934. As declarações prospectivas geralmente se relacionam a eventos futuros ou nosso desempenho financeiro ou operacional futuro. As declarações prospectivas contidas neste comunicado à imprensa incluem, mas não se limitam a declarações relacionadas às nossas expectativas em relação aos nossos produtos e soluções, expectativas em relação à adoção de nossos produtos e soluções pelos clientes, expectativas relacionadas à segurança cibernética e outras ameaças e nossa participação em ações de investidores em conferências durante o segundo trimestre de 2022. Nossas expectativas e crenças com relação a esses assuntos podem não se concretizar, e os resultados ou eventos reais no futuro estão sujeitos a riscos e incertezas que podem fazer com que os resultados ou eventos reais sejam materialmente diferentes daqueles projetados. Esses riscos incluem nossa capacidade de continuar a desenvolver recursos e soluções de plataforma; aceitação do cliente e compra de nossas soluções existentes e novas soluções; os efeitos contínuos da pandemia COVID-19 em nossos negócios, o mercado de segurança de TI em contínuo desenvolvimento; concorrência de outros produtos e serviços; e condições gerais de mercado, políticas, econômicas e de negócios. As declarações prospectivas contidas neste comunicado à imprensa também estão sujeitas a outros riscos e incertezas, incluindo aqueles descritos mais detalhadamente em nossos arquivos junto à Securities and Exchange Commission, incluindo nosso Relatório Anual no Formulário 20-F arquivado na Securities and Exchange Commission em 14 de abril de 2022. As declarações prospectivas neste comunicado à imprensa são baseadas nas informações disponíveis para a Check Point na data deste documento, e a Check Point se isenta de qualquer obrigação de atualizar quaisquer declarações prospectivas, exceto conforme exigido por lei.

Uso de informações financeiras não-GAAP
Além de relatar os resultados financeiros de acordo com os princípios contábeis geralmente aceitos, ou GAAP, a Check Point usa medidas não-GAAP de receita operacional, receita líquida e lucro por ação diluída, que são ajustes de resultados baseados em GAAP para excluir, conforme aplicável, despesas de compensação baseadas em ações, amortização de ativos intangíveis e despesas relacionadas com a aquisição e os efeitos fiscais relacionados. A administração da Check Point acredita que as informações financeiras não-GAAP fornecidas neste comunicado são úteis para a compreensão e avaliação dos investidores das operações centrais e perspectivas futuras da Check Point. Historicamente, a Check Point também apresentou publicamente essas medidas financeiras suplementares não-GAAP para ajudar a comunidade de investimentos a ver a empresa “pelos olhos da administração” e, assim, melhorar a compreensão de seu desempenho operacional. A apresentação destas informações financeiras não-GAAP não deve ser considerada isoladamente ou como um substituto para os resultados preparados de acordo com o GAAP. Uma reconciliação das medidas financeiras não-GAAP discutidas neste comunicado à imprensa com as medidas financeiras GAAP mais diretamente comparáveis está incluída nas demonstrações financeiras contidas neste comunicado à imprensa. A administração usa as informações GAAP e não-GAAP para avaliar e operar os negócios internamente e, como tal, determinou que é importante o fornecimento dessas informações aos investidores.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://magoonews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp