23/08/2021 às 13h39min - Atualizada em 23/08/2021 às 14h00min

Aviões fazem até 30 voos por dia em Luís Antônio para combater fogo na maior reserva de cerrado de SP

Trabalhos começaram na quinta-feira (19), mas são dificultados por vento e tempo quente e seco. Coordenador estadual da Defesa Civil diz que força-tarefa atua no local.

G1
https://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2021/08/23/avioes-fazem-ate-30-voos-por-dia-em-luis-antonio-para-combater-fogo-na-maior-reserva-de-cerrado-de-sp.ghtml

Trabalhos começaram na quinta-feira (19), mas são dificultados por vento e tempo quente e seco. Coordenador estadual da Defesa Civil diz que força-tarefa atua no local. Combate a incêndio na Estação Ecológica de Jataí chega ao 5º dia
Aeronaves que atuam no combate ao incêndio de grandes proporções na Estação Ecológica de Jataí, em Luís Antônio (SP), fazem até 30 voos por dia na tentativa de controlar as chamas.
O local de difícil acesso, que abriga a maior reserva de cerrado do estado de São Paulo, está sendo consumido pelo fogo desde quinta-feira (19), quando também começaram os trabalhos de combate.
Cada avião consegue transportar e despejar mil litros de água, em voos que partem de uma fazenda a 14 quilômetros da estação e duram cerca de 15 minutos. O helicóptero Águia, da Polícia Militar, também auxilia nos serviços.
Por terra, equipes do Corpo de Bombeiros, Fundação Florestal e da Prefeitura tentam controlar o fogo. A área atingida ainda não foi contabilizada.
Apesar de todo o esforço, autoridades no local informaram que o tempo quente e seco e o vento dificultam o combate às chamas.
Aviões decolam de uma fazenda que fica a 14 minutos da estação em Luís Antônio, SP
Reprodução/EPTV
Força-tarefa
Henguel Ricardo Pereira, coordenador estadual da Defesa Civil, explica que, diante da dificuldade e do perigo em acessar a estação por terra, o trabalho aéreo se torna uma ferramenta essencial.
"Temos o estado todo com focos de incêndio. É um grupo multidisciplinar, uma força-tarefa que está trabalhando nesses locais. (...) Temos trabalhos de aeronaves de helicópteros e de asa fixa, porque, muitas vezes, esses locais são inacessíveis para o combate do bombeiro. Então a gente precisa fazer esse combate aéreo, conjugado ao trabalho terrestre, para termos maior efetividade", disse.
Cada aeronave em Luís Antônio, SP, tem capacidade para despejar até mil litros de água por voo
Reprodução/EPTV
Pelo 2° ano seguido
Em 2020, um incêndio entre agosto e setembro queimou, de acordo com a Polícia Ambiental, cinco mil hectares, dos quais 2,9 mil eram de vegetação nativa.
A suspeita levantada pela polícia foi omissão na manutenção de uma área próxima a uma linha de distribuição de energia elétrica, rompida pela queda de um eucalipto, onde o fogo começou. A CPFL informou na época que colaborava com todas as informações necessárias e que técnicos fizeram análises das causas do fogo.
Na ocasião, as chamas na reserva ecológica foram combatidas por uma força-tarefa com cerca de 50 pessoas, entre bombeiros e brigadistas. A nuvem de fumaça chegou a quilômetros de extensão e as equipes demoraram duas semanas para garantir a extinção dos focos de incêndio.
Fogo atingiu estação de Jataí também em 2020
Luciano Tolentino/EPTV
Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto e Franca
VÍDEOS: Tudo sobre Ribeirão Preto, Franca e região
b

Fonte: https://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2021/08/23/avioes-fazem-ate-30-voos-por-dia-em-luis-antonio-para-combater-fogo-na-maior-reserva-de-cerrado-de-sp.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://magoonews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp