23/08/2021 às 13h43min - Atualizada em 23/08/2021 às 14h00min

Julgamento do acusado de matar jovem em praça de Londrina é anulado pelo TJ-PR

Desembargador do Tribunal de Justiça acolheu recurso da defesa de Fernando Inácio Andrade e entendeu que acusado praticou os crimes de homicídio qualificado e furto, e não de latrocínio, pelo qual foi condenado.

G1
https://g1.globo.com/pr/norte-noroeste/noticia/2021/08/23/julgamento-de-acusado-de-matar-jovem-em-praca-de-londrina-e-anulado-pelo-tj-pr.ghtml

Desembargador do Tribunal de Justiça acolheu recurso da defesa de Fernando Inácio Andrade e entendeu que acusado praticou os crimes de homicídio qualificado e furto, e não de latrocínio, pelo qual foi condenado. Hannan José da Silva foi morto em uma praça de Londrina
Reprodução/RPC
O Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) anulou a condenação do acusado de matar o jovem Hannan Silva em uma praça de Londrina, no norte do Paraná, em outubro de 2019.
Ao analisar o recurso da defesa de Fernando Inácio Andrade e um parecer do Ministério Público do Paraná (MP-PR), o desembargador Marcus Vinícius de Lacerda Costa entendeu que o crime se trata de homicídio qualificado e furto e não de latrocínio como foi definido em julgamento realizado em dezembro de 2020.
Fernando Andrade foi condenado a 20 anos de prisão pelo crime de latrocínio, que é roubo seguido de morte.
Com a nova decisão, o processo retornará ao Tribunal do Júri de Londrina para que um novo julgamento seja marcado.
Fernando Inácio Andrade está detido no Complexo Médico Penal em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.
Os crimes de homicídios qualificado e furto têm penas menores do que de latrocínio.
Como foi o crime
Hannan trabalhava em um cinema, sonhava em ser jornalista. No dia 22 de outubro de 2019, ele saiu do trabalho e, segundo testemunhas, seguiu andando para casa. Como ele não chegou em casa, a família registrou um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento.
O corpo foi encontrado por um morador de rua na Praça Rocha Pombo horas depois. O Instituto de Criminalística concluiu que a causa da morte foi por estrangulamento.
Justiça aceita denúncia contra homem acusado de matar rapaz em uma praça de Londrina
Suspeito de matar jovem em praça de Londrina é indiciado por latrocínio
Câmeras de monitoramento da Guarda Municipal registraram o crime e, com essas informações, prenderam Fernando Inácio Andrade horas depois.
O réu, que na época tinha 21 anos, foi preso e confessou o crime. O celular de Hannan, que valia R$ 700, foi encontrado com o acusado.
Processo
Em depoimento à Justiça, Fernando alegou ser dependente químico e sustentava o vício fazendo programas na praça. Afirmou que se defendeu durante uma briga durante um programa que fazia com Hannan. Disse ainda que não tinha intenção de matar e que não se lembrava de ter roubado o celular.
Segundo a polícia, Fernando deu um golpe chamado de 'mata-leão' para imobilizar a vítima e usou uma corda, que era da mochila de Hannan, para estrangular o jovem.
Na sentença publicada em dezembro, a justiça concluiu que houve a prática de latrocínio tendo em vista a violência aplicada contra a vítima e também por que o laudo de exame de local de morte constatou que os dois bolsos da calça da vítima foram vasculhados e estavam para fora da calça.
"Indicando que o réu os revistou no intuito de localizar bens para a subtração, ficando patente que sua intenção era se apoderar dos pertences da vítima antes do início das agressões.O réu narrou que tinha dinheiro e que teria recebido pelo programa feito, no entanto, com ele nenhum valor foi localizado e a mãe da vítima disse que esta não tinha nenhum dinheiro nem para voltar para casa de transporte público", disse o juiz em um trecho da sentença de dezembro.
Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.

Fonte: https://g1.globo.com/pr/norte-noroeste/noticia/2021/08/23/julgamento-de-acusado-de-matar-jovem-em-praca-de-londrina-e-anulado-pelo-tj-pr.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://magoonews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp