22/08/2021 às 13h38min - Atualizada em 22/08/2021 às 14h00min

Valinhos decide nesta segunda se aplica racionamento de água após registrar interrupção em bairros

Reunião vai considerar dados técnicos registrados pelo setor no sábado e neste domingo. Departamento faz alerta para economia diante de cenário com escassez de chuvas.

G1
https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2021/08/22/valinhos-decide-nesta-segunda-se-aplica-racionamento-de-agua-apos-registrar-interrupcao-em-bairros.ghtml

Reunião vai considerar dados técnicos registrados pelo setor no sábado e neste domingo. Departamento faz alerta para economia diante de cenário com escassez de chuvas. Vista da cidade de Valinhos, na região de Campinas.
Reprodução/EPTV
Valinhos (SP) decide nesta segunda-feira (23) se aplica ou não o programa de racionamento de água, segundo a prefeitura. A confirmação ocorre após o departamento responsável pelo serviço (Daev) registrar interrupção do serviço em bairros da cidade neste fim de semana. Veja abaixo detalhes.
A assessoria do governo informou ao G1 tarde deste domingo que dados técnicos do setor registrados desde sábado serão avaliados durante reunião, mas o horário não foi confirmado até a publicação.
O racionamento é previsto na fase vermelha do Plano Municipal de Estiagem e Racionamento, onde também são previstas captações emergenciais. O Daev destaca que o cenário é marcado por escassez de chuvas, consumo elevado pela população, enquanto as reservas do município estão com indicadores reduzidos. Por isso, a autarquia reivindica uso consciente do recurso neste período.
Vista áerea da Barragem das Figueiras, em Valinhos
Reprodução/EPTV1
Bairros sem água
Um boletim divulgado na manhã deste domingo pelo Daev diz que pontos de desabastecimento foram registrados nas partes mais altas do Parque Portugal, Jardim Nova Palmares e algumas áreas do Vale Verde. O departamento diz que os reservatórios da área são suportados com uso de caminhões-pipa.
"A partir das 11h o abastecimento para o Jardim União e Figueiras foi interrompido, visando pressurizar a parte alta do Jardim Nova Palmares", diz nota publicada no site do Daev. A prefeitura informou que a retomada do serviço nestes dois bairros deve ocorrer até o fim da tarde, após recuperação da parte alta do Jardim Nova Palmares, e que faz monitoramento da pressão e consumo.
O Daev diz ainda que há possibilidade de outros pontos de desabastecimento neste domingo: Ortizes, Nova Era, Pedra Verde, Bom Retiro, Jardim Santa Eliza, Jardim São Pedro e Maison Blanche.
No sábado, todas as regiões mencionadas neste domingo - incluindo possibilidade - tiveram situação de desabastecimento no sábado. Além disso, também ocorreram registros no Parque Lausanne, Colina dos Álamos, Florada da Mata, Jardim Imperial, Paiquerê, Jardim Panorama, Jardim São Jorge, Jardim Maracanã, Parque Florence, Condomínio Itamambuca, Jardim do Lago, Jardim Pacaembu, Parque Florence, região das Chácaras Silvânia, parte alta do Jurema e América II, além do Contendas, Chácara Flora, Condomínio Di Napoli, Flor da Serra e Jardim São Luiz, na região do Jardim São Marcos.
Situação crítica
Até sábado, o percentual de reserva de água bruta nas barragens municipais estava em 68% na Santana do Cuiabano, 48% na Moinho Velho, 30% na Figueiras e em 5% na João Antunes dos Santos. Antes de registrar falta do recurso, o Daev alertou que a cidade estava "a um passo" do racionamento.
Segundo o departamento, os níveis dos reservatórios não têm aumentado de forma suficiente durante a madrugada para dar suporte ao sistema de distribuição. Com isso, há queda na pressão do recurso aos imóveis durante o dia, sobretudo os que ficam nas áreas mais elevadas dos bairros. A orientação é para que a água não seja usada pelos moradores para lavagem de quintais, veículos e calçadas.
À EPTV, afiliada da TV Globo, o presidente da autarquia, Ivair Nunes Pereira, explica que a solução definitiva para o problema no município ocorrerá de médio a longo prazo, haja vista momento de crise.
"A solução definitiva passa por ações de governo ao longo do tempo. O prazo para execução de uma segunda adutora [captação no Rio Atibaia] é da ordem de aproximadamente oito meses. Se não for construída, esse problema da seca vai prevalecer e temos a expectativa de que elas sejam cada vez mais intensa. Se não solucionado, podemos conviver com o problema por mais tempo", ressalta.
VÍDEOS: tudo sobre Campinas e região

Fonte: https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2021/08/22/valinhos-decide-nesta-segunda-se-aplica-racionamento-de-agua-apos-registrar-interrupcao-em-bairros.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://magoonews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp