15/09/2021 às 13h48min - Atualizada em 15/09/2021 às 14h00min

Ferros-velhos do crime funcionam 24 horas por dia e têm até tabela de preços no Rio

Cabos de cobre descascados valem mais, mas estabelecimentos compram qualquer material.

G1
https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2021/09/15/ferros-velhos-rio.ghtml

Cabos de cobre descascados valem mais, mas estabelecimentos compram qualquer material. Ferros-velhos do crime funcionam 24 horas por dia e têm até tabela de preços no Rio
A menos de um quilômetro da Cidade da Polícia, o complexo de delegacias especializadas do RJ, uma fila se forma nas primeiras horas da manhã na porta de um ferro-velho. O estabelecimento é um dentre vários que compram material sem perguntar pela procedência.
O que acontece no Jacarezinho e em outros pontos na Zona Norte do Rio quase todos os dias alimenta um crime cada vez mais comum: o furto de cabos e objetos de metal.
O RJ1 esteve em alguns desses ferros-velhos. Um ponto no Sampaio, por exemplo, funciona 24 horas por dia e tem tabela de preços. Mas naquele dia não estavam comprando cobre, por causa de batidas da polícia.
Ferro-velho no Jacarezinho compra todo tipo de material
Reprodução/TV Globo
- Vocês compram ferro?
- Sim.
- Tá pagando quanto no ferro?
- 50 centavos, o quilo.
- 50 centavos?
- É.
- E o alumínio?
- Alumínio é seis.
- Seis?
- É.
- Tá. E cobre?
- Cobre é 30.
- Pode ser qualquer tipo de cobre? Fios?
- Qualquer tipo de cobre, mas só que a gente não tá comprando cobre hoje não.
- Por quê?
- Não tá comprando cobre não.
- Mas, amanhã, amanhã posso trazer aí?
- Pode. Se caso amanhã de madrugada... não entrar aqui, pode trazer que 'nós' compra.
- Que horas que tu tá aberto aí? Fica aberto?
- 24 horas.
- 24 horas...
- Não para, aqui não fecha não.
- Mas eu preciso descascar o fio, não? Pode ser...
- Descascado. Descascado ou queimado, o que você quiser.
- Descascado ou queimado?
- É.
- Tá. Aí pagam 30?
- É, 30 reais o quilo... do cobre. E do alumínio é 6.
- Pô, preço bom.
Não muito longe desses estabelecimentos, é possível ver várias marcas de fuligem. São fogueiras para queimar cabos roubados e entregar o cobre puro, que vale mais.
Em toda a cidade, as empresas de telefonia espalharam apelos nos postes: “Não tem cobre, sem valor”.
Homem põe fogo a cabos para extrair cobre
Reprodução/TV Globo
Furta-se de tudo
Mas, como esses ferros-velhos aceitam qualquer material, tudo que dá para carregar é levado: cabos, portas, caixas de correio, caixa d’água, grades inteiras.
As denúncias chegam de vários bairros, principalmente os da Zona Norte.
“Alguma coisa tem que ser feita. Em Vila Isabel estão levando cabos de luz, cabos de internet e até a nossa caixa de correspondências. Onde está a nossa segurança? Se nem dentro da nossa área residencial nós possuímos mais?”, disse uma moradora.
“Os furtos geralmente ocorrem à noite, de madrugada. Então, só percebemos a situação de manhã. E aí, acordamos já no susto. Já acordei vendo água sendo jogada fora pois roubaram o hidrômetro do meu prédio. E bueiro amanhecendo sem tampa”, narrou um do Engenho Novo.
“Todos esses materiais são revendidos à luz do dia em dois ferros-velhos que funcionam em condições horrorosas, com muito lixo, muito rato. Todo mundo já teve aqui um fio de internet roubado, uma porta de alumínio levada. Nós estamos precisando de ajuda”, afirmou outra, da Penha.
“Na nossa rua também não existem mais tampas de bueiros, eles roubam até as cestas de lixo que ficam fixas na calçada. Eles dão o jeito deles de cortar e levar”, contou uma do Pechincha.
Perto da Uerj e no Boulevard 28 de Setembro, em Vila Isabel, os sinais de pedestre praticamente não existem mais — nem as cercas do canteiro central.
Homens roubam caixa d'água na Zona Norte do Rio
Reprodução/TV Globo
Igreja depenada
Em São Cristóvão, na igreja do santo que dá nome ao bairro, a placa de bronze sob a imagem no pátio de entrada não foi o único item roubado. Foram seis ataques à paróquia em quatro meses: o templo está em reformas, e até andaimes foram levados pelos bandidos. A bicicleta do padre também sumiu.
“A cada noite nós temos uma surpresa. Estão levando holofotes de iluminação de LED, fios, até o Crucificado”, detalhou Breno Marques Maia, membro paroquial.

Fonte: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2021/09/15/ferros-velhos-rio.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://magoonews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp