09/03/2022 às 08h02min - Atualizada em 09/03/2022 às 08h02min

Repercussões do dia 8 de março: Dia Internacional da Mulher

g1
g1

8 de março: Dia Internacional da Mulher

O Dia Internacional da Mulher simboliza a luta por direitos (conheça a origem da data), mas serve ainda para lembrar como as mulheres continuam sofrendo com repressão, violência e desigualdade. Reportagens publicadas pelo g1 mostram que as mulheres ganham, em média, 20,5% a menos que os homens no Brasil. Além disso, elas são a maioria entre quem não tem emprego.

Violência contra a mulher

Também chamam a atenção os 
índices de violência contra a mulher. Um levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostra que, em 2021, o Brasil teve um estupro a cada 10 minutos e um feminicídio a cada 7 horas. Entenda aqui  como buscar ajuda e como dar assistência a mulheres vítimas de violência.  E leia sobre o ciclo do relacionamento abusivo, que se alterna entre momentos de tensão, violência e reconciliação. 

Mais:


Conheça 8 mulheres pioneiras em suas áreas – de juíza de futebol a cacique, passando por escritora e bailarina trans. E veja histórias de brasileiras que não veem barreiras em suas profissões – a eletricista, a carpinteira, a engenheira, a maquinista, a cerimonialista de sepultamentos...

▶️

▶️

 
Qual o melhor país para ser mulher? E o pior? Veja lista
▶️

▶️

 Após veto em 2021, Bolsonaro assina decreto para distribuir absorventes
▶️

▶️

 Natuza: 
evento com Bolsonaro para incentivar mulheres na política só tem debatedores homens

Declarações machistas

O diretório nacional do Podemos acatou o pedido de desfiliação do deputado estadual por SP Arthur do Val. Conhecido como Mamãe Falei, ele estava filiado ao partido havia cerca de 30 dias. Na sexta-feira passada, vazou um áudio em que Do Val fez declarações machistas e misóginas contra mulheres ucranianas, dizendo que elas são "fáceis, porque são pobres", entre outras ofensas  (ouça aqui).

Pedidos de cassação

Em um vídeo divulgado hoje, o deputado estadual 
disse acreditar que perderá o mandato em "tempo recorde": "Vou ser cassado em três dias". Ele fez o comentário um dia depois de vários parlamentares terem protocolado representações na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) pedindo a cassação por quebra de decoro  (entenda a investigação no Conselho de Ética). Do Val também enviou uma carta aos colegas da Alesp afirmando que não vai concorrer a um novo mandato. Ele já havia informado que iria se afastar do Movimento Brasil Livre (MBL) e retirado a pré-candidatura ao governo de SP

Tem 5 minutos?

Um fígado debilitado por um mix de substâncias tomadas para dormir, ficar alerta, ganhar definição muscular e, principalmente, emagrecer pode ser a principal chave para entender o quadro que terminou com a morte da cantora Paulinha Abelha. Vocalista do Calcinha Preta, ela tinha 43 anos e morreu em 23 de fevereiro. Com base no exame toxicológico (que apontou presença de anfetaminas e barbitúricos); na biópsia (que apontou lesão hepática); e no receituário de medicamentos (que incluía sete remédios ou fórmulas), o g1 ouviu especialistas que explicam:
  • quais eram as substâncias tomadas pela cantora;
  • para que elas servem;
  • quais são as possíveis complicações decorrentes do consumo; 
  • e o que falta esclarecer sobre o caso.
 Leia na reportagem
.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://magoonews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp