Magoo News Publicidade 1200x90
03/12/2021 às 11h46min - Atualizada em 03/12/2021 às 11h46min

Brasil entra em recessão técnica com inflação alta e desemprego

Meio
Meio

Brasil entra em recessão técnica com inflação alta e desemprego

O Brasil entrou em recessão técnica. O Produto Interno Bruto (PIB) do país caiu 0,1% no terceiro trimestre deste ano na comparação com trimestre anterior, segundo dados divulgados ontem pelo IBGE. No 2º trimestre, o PIB recuou 0,4% ante os três primeiros meses do ano. Com isso, o Brasil entra em uma nova recessão técnica, que é quando o PIB tem retração por dois trimestres seguidos. A última foi registrada nos dois primeiros trimestres de 2020, quando o PIB ‘encolheu’ 2,3% e, em seguida, 8,9%. (g1)

No 3º tri, a economia brasileira foi puxada pelo setor de serviços, que avançou 1,1% por conta da normalização parcial das atividades presenciais e o avanço da vacinação. Entretanto, a queda de 8% na agropecuária e de 9,8% nas exportações de bens de serviços pressionaram o resultado do 3º tri para baixo. Já o PIB industrial ficou estagnado, afetado pelos gargalos nas cadeias globais de produção, os entraves no transporte marítimo, a escassez de peças e componentes e a crise hídrica, que encareceu a geração de energia. (Estadão)

Enquanto isso... O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o Brasil está "condenado a crescer", mas afirmou que o esforço para combater a inflação vai diminuir o ritmo de expansão. Segundo ele, os preços têm subido por fatores como a desorganização das cadeias produtivas globais e sugeriu que o BC vai controlar os preços por meio dos juros. “O Brasil está condenado a crescer, a pergunta é se vai ter um pouco mais ou menos de inflação. E isso vai depender justamente de como é que a gente vai combater essa inflação”, disse. (Folha)

Míriam Leitão: Com a recessão técnica do país no terceiro trimestre, o mercado financeiro começa a se perguntar se o Banco Central vai fazer um ciclo tão forte de alta dos juros. Em outras palavras, o BC está em um dilema. Tem, por um lado, inflação de dois dígitos, por outro, uma economia no vermelho. Levar a Selic a dois dígitos será um choque monetário sobre uma economia já combalida. (O Globo)

Apesar da divulgação do PIB, o Ibovespa ontem foi influenciado pela aprovação da PEC dos Precatórios no Senado e fechou em alta de +3,66% aos 104.466 pontos. Foi a maior alta diária do índice no ano. O dólar fechou em baixa de -0,19%, cotado a R$ 5,66. (InfoMoney)


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://magoonews.com.br/.
Magoo News Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp