19/11/2021 às 08h24min - Atualizada em 19/11/2021 às 08h24min

Número de alta no desmatamento não reflete atuação do governo, diz Joaquim Leite

Declaração do ministro do Meio Ambiente acontece após divulgação dos dados do aumento do desmatamento na Amazônia em quase 22% em comparação ao ano passado

João de Marida CNN
https://www.cnnbrasil.com.br/

O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, afirmou em entrevista coletiva nesta quinta-feira (18) que o número de alta no desmatamento da Amazônia em quase 22% em comparação com o ano passado “não reflete a atuação do governo nos últimos meses”. Segundo o ministro, no entanto, os dados são “desafio” para a gestão federal.

“Os números apresentados hoje, são números que tiveram uma alta [no desmatamento], não refletem a atuação dos últimos meses [do governo federal]. Estamos sendo presentes, e a Força Nacional, com Ibama e ICMBio, tem atuado em 23 municípios de forma permanente. São números ainda que são desafios para nós. Teremos que ser mais contundentes em relação a esses crimes”, afirmou.

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o desmatamento da Amazônia atingiu a marca de 13.235 quilômetros quadrados entre 1 de agosto de 2020 a 31 julho de 2021, alta de 21,97% na comparação com o ano passado.

Os dados apurados pelo Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes) foram divulgados em um documento no site do governo federal nesta quinta-feira (18).

Área de alertas de desmatamento na Amazônia em outubro é a maior para o mês em cinco anos Meta dos US$ 100 bi não foi cumprida e valor é insuficiente, diz Leite na COP26 UE propõe lei que proíbe importação de mercadorias ligadas ao desmatamento

Segundo o ministro do Meio Ambiente, o governo federal tem unido forças com o Ministério da Justiça e Segurança Pública para combater essa prática. Leite destacou que a atuação começou há três meses e, por este motivo, segundo ele, não estaria dando resultado ainda.

“Os resultados têm que aparecer nos números. O resultado dessa atuação que começou nos últimos 3 meses tem que começar a refletir nos números, porque ainda não apareceu”, disse. “Vamos começar a executar o orçamento de mais de  milhões para o Ibama e ICMBio para deixá-los mais modernizando.”

Além disso, o ministro afirmou que “739 homens, que estão em processo de contratação, estarão atuando no início do ano que vem” em locais com focos de desmatamento. Assim, segundo ele, a força que atua em 23 municípios hoje será ampliada.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, também participou da entrevista desta quinta. Ao lado do ministro do Meio Ambiente, Torres afirmou irá “utilizar toda a força do governo brasileiro no combate ao desmatamento”.

“O Ministério da Justiça fará operações integradas, junto aos estados, e irá utilizar toda a força do governo brasileiro no combate ao desmatamento de agora em diante. Esse crime passou de hora de ter um fim no Brasil, o desmatamento ilegal não perpetuará no nosso país”, disse Torres.

Segundo ele, a pasta na qual comanda está trabalhando em um planejamento “bastante robusto que envolve toda força disponível para fazer frente a esses números”.

“Precisamos entender um pouco melhor esses dados. O Ministério do Meio Ambiente nos trará desdobramentos desses números, e vamos entender onde estão os problemas. Sabemos que têm crimes ambientais, que tem grilagem de terra, uma série de informações sobre esses desmatamentos. Estamos falando de crimes, e crimes precisam ser resolvidos com polícia”.

(*Com informações da Reuters)

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://magoonews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp