31/08/2021 às 13h45min - Atualizada em 31/08/2021 às 14h00min

Cidade de SP expande lista de comorbidades para vacinação contra Covid-19 de jovens de 12 a 14 anos e inclui miopia e asma

Segundo a prefeitura, passam a ser consideradas comorbidades condições crônicas como asma, miopia e deficiência auditiva. Adolescentes com idade de 15 a 17 anos podem se vacinar contra Covid-19 desde segunda (30), sem necessidade de comprovar comorbidades.

G1
https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2021/08/31/cidade-de-sp-expande-lista-de-comorbidades-para-vacinacao-contra-covid-19-de-jovens-de-12-a-14-anos-e-inclui-miopia-e-asma.ghtml

Segundo a prefeitura, passam a ser consideradas comorbidades condições crônicas como asma, miopia e deficiência auditiva. Adolescentes com idade de 15 a 17 anos podem se vacinar contra Covid-19 desde segunda (30), sem necessidade de comprovar comorbidades. Profissional de saúde aplica vacina contra a Covid-19 em posto de São Paulo.
RENATO S. CERQUEIRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
A prefeitura de São Paulo aumentou a lista de comorbidades para a vacinação contra a Covid-19 de adolescentes de 12 a 14 anos.
Desde a última terça-feira (24), a definição de comorbidades para adolescentes passou a abranger "toda doença crônica que o jovem vá conviver por tempo indeterminado, como asma, bronquite, deficiência auditiva, hipotireoidismo, diabetes, hipertensão, miopia, câncer, além de doenças renais, cardiovasculares e neurológicas", segundo informou a prefeitura em nota.
Para comprovar essas condições, o jovem deve levar um comprovante da condição de risco. São aceitos receitas/relatórios físicos ou digitais, fotografias em celular, e demais formas desde que com identificação do paciente, CRM e emitidos há, no máximo, dois anos.
Além da vacinação de jovens de 12 a 14 anos com comorbidades, também é possível a vacinação de adolescentes de 15 a 17 sem qualquer doença preexistente. Esse grupo pode receber a vacina na capital desde segunda-feira (30).
A expansão da lista de comorbidades para jovens foi divulgada pela prefeitura em um instrutivo técnico enviado às unidades de saúde na última terça. No entanto, o documento não lista exemplos de doenças crônicas que podem ser consideradas para a imunização, o que causou confusão em algumas UBSs da capital.
Em nota, a prefeitura disse que as "Unidades Básicas de Saúde (UBSs) Vila Izolina Mazzei e Tucuruvi estão sendo reorientadas com relação à inclusão de qualquer comorbidade na vacinação contra Covid-19 em adolescentes de 12 a 17 anos".
Os adolescentes devem ser acompanhados pelo responsável no momento da vacinação. Se isso não for possível, será necessário estar com um adulto e apresentar uma autorização assinada pelo responsável.
Para se imunizar é obrigatório apresentar comprovante de residência na capital, um documento de identificação e um que comprove a comorbidade.
Inicialmente, os adolescentes receberão apenas imunizantes da Pfizer, a única vacina autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a ser aplicada nesta faixa etária.
Calendário atualizado de vacinação na capital:
Segunda-feira (30): Jovens de 15 a 17 anos, além de jovens de 12 a 14 com comorbidades, gestantes, puérperas e pessoas acima de 18 anos
(Datas das outras faixas etárias ainda não foram divulgadas pela prefeitura)
Toda a rede está em operação para a vacinação nesta terça-feira: 468 Unidades Básicas de Saúde (UBSs); megapostos com acesso a pedestres, postos que funcionam exclusivamente em sistema drive-thru e a rede de farmácias parceiras. A vacina também estará disponível em AMAs/UBSs Integradas, unidades do Serviço de Atenção Especializada (SAE) e nos Centros de Saúde. (Veja a lista completa dos endereços)
Pelo Filômetro, é possível acompanhar a situação de espera nos postos de vacinação contra Covid-19 que estão em funcionamento na cidade. Na página também é possível conferir quais vacinas estão disponíveis para aplicação de segunda dose em cada unidade.
'Xepa' da 2ª dose
Quem estiver aguardando a segunda dose do imunizante pode se cadastrar na fila de espera por doses remanescentes, a chamada "xepa da vacina", em uma Unidade Básica de Saúde (UBS).
Pode ser contemplado pela "xepa" quem tiver tomado a primeira dose da AstraZeneca ou da Pfizer há pelo menos 30 dias. No caso da CoronaVac, é preciso ter tomado a primeira dose há, no mínimo, 15 dias. Para se inscrever, é preciso levar um comprovante de residência.
VÍDEOS: Veja mais sobre SP e região metropolitana

Fonte: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2021/08/31/cidade-de-sp-expande-lista-de-comorbidades-para-vacinacao-contra-covid-19-de-jovens-de-12-a-14-anos-e-inclui-miopia-e-asma.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://magoonews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp