Magoo News Publicidade 1200x90
23/05/2024 às 19h41min - Atualizada em 24/05/2024 às 00h00min

Escola de Música da UFRJ recebe Rubén Darío Gómez Prada para oficinas, capacitação e concerto

As atividades para regentes e compositores vão até a 27/05, quando o maestro colombiano regerá, no Rio, a Orquestra de Sopros da UFRJ num concerto com obras suas e de Giroux, Biedenbender, Maslanka e Tichelli, durante o qual serão recebidas doações para a população RS

HENRIQUE KOIFMAN | PROGRAMA ARTE DE TODA GENTE
Projeto Bandas de Música - Arte de Toda Gente
Ilustração sobre Foto de divlgação

Entre 20 e 27 de maio, a Escola de Música da UFRJ recebe o maestro e compositor colombiano Rubén Darío Gómez Prada para uma intensa agenda de atividades junto ao Projeto de Extensão Sistema Pedagógico de Apoio às Bandas de Música – que integra o programa Arte de Toda Gente, parceria da Funarte com a UFRJ. O regente ocupa atualmente o cargo de diretor do programa de bandas da Southern Illinois University-Edwardsville, nos EUA, onde ensina regência para alunos de graduação e pós-graduação, além de dirigir a Orquestra de Sopros da Universidade.

No dia 20, Rubén dará aulas de regência para a classe de Regência de Banda, bem como para as classes de Introdução à Regência. No dia 22, o maestro oferecerá uma oficina de composição para banda sinfônica, com a coordenação do professor Liduino Pitombeira. Em ambas as datas, bem como em 23/05, Rubén estará envolvido ainda com os ensaios da Orquestra de Sopros da UFRJ. Finalmente, no dia 27, às 19h, no Salão Leopoldo (Rua do Passeio, 98, Centro, Rio de Janeiro), o maestro regerá a Orquestra de Sopros da UFRJ no Salão Leopoldo Miguez num concerto que contará com obras do repertório contemporâneo para banda sinfônica.

Vale destacar que, além de gratuito, o concerto também integrará a campanha de solidariedade com a população afetada pelas enchentes no Rio Grande do Sul. Serão aceitas doações de itens como: água mineral; alimentos não perecíveis; itens de higiene e limpeza; botas e roupas impermeáveis para equipe de salvamento; roupas e calçados limpos e em bom estado de conservação; colchonetes e cobertores; além de ração para cães e gatos.

O Concerto

Seis obras serão apresentadas, sendo a primeira La Mezquita de Córdoba, da compositora Julie Giroux, que descreve musicalmente a construção da grande mesquita de Córdoba, Espanha, atual Mesquita-Catedral de Nossa Senhora da Assunção. Na sequência, a obra Traveler, de David Maslanka, composta em homenagem ao regente Ray Lichtenwalter, e que descreve as idas e vindas da vida, e que se inicia com uma nota breve: “Em nossos corações, nossas mentes, nossas almas. Viajamos de vida em vida, no tempo e na eternidade.” A terceira obra a ser apresentada, Luminescence, de Biedenbender, é baseada em fragmentos da melodia Break Forth O Beauteous Heavenly Light (Irrompe, ó bela luz celestial), escrita por Johann Schop (1590–1664) e posteriormente harmonizada em diversas formas por Johann Sebastian Bach.

Na segunda metade do concerto, o maestro dá voz às suas próprias composições Latinoamerica Despierta e Montaña Mágica. A primeira descreve a importância dos movimentos sociais da América Latina na luta contra a desigualdade e o abuso de poder por governos autoritários. A segunda é uma obra descritiva sobre a Montaña Mágica, um local tranquilo e bonito entre Medellín e Santa Elena (Antioquia, Colômbia) e que traz à memória a imponência da serra, das belas paisagens naturais, e da paz e tranquilidade que surge do contato direto do ser humano com a natureza. Musicalmente, trata-se uma alternância entre os ritmos bambuco e caña, característicos da região andina da Colômbia.

O concerto terminará com a obra Vesuvius, de Frank Tichelli, que faz um retrato musical do Monte Vesúvio e os momentos finais da cidade de Pompéia, destruída pelo vulcão em 79 D.C. Com elementos da Bacchanalia Romana e citações do Dies Irae, retirados do texto medieval da Missa de Réquiem, originalmente cantada para aqueles que já partiram, a obra recria a atmosfera festiva da cidade em contraste com as trevas e destruição, após a explosão do vulcão, e com a redescoberta da cidade, séculos depois em um renascimento histórico.

Confira o programa completo do concerto em - https://musica.ufrj.br/mais-noticias/escola-de-musica-da-ufrj-recebe-o-maestro-colombiano-ruben-dario-gomez-prada-para-concertos-oficinas-e-capacitacao-para-regentes-e-compositores

O vice-diretor da Escola de Música, professor Marcelo Jardim, celebra a vinda do maestro. “Receber um regente convidado é sempre motivo de alegria para todos, principalmente por agregar informação e experiência aos alunos”, diz Marcelo. “E ter um regente com a experiência e vivência de Ruben Dario, que agrega também o fato de ser um compositor conectado com suas raízes latino-americanas, é um privilégio. Todos estamos contentes que esta parceria esteja avançando, e com todo o apoio da Southern Illinois University-Edardsville e apoio do Programa Proart-Garin, do Fórum de Ciência e Cultura, além do suporte do PROMUS, ao qual o projeto de extensão é conectado”, afirma Marcelo Jardim, que também é diretor musical da Orquestra de Sopros da UFRJ, professor de Regência de Banda da EM/UFRJ, orientador no PROMUS e coordenador do programa Arte de Toda Gente, parceria da Funarte com a UFRJ.


 

O maestro Rubén Darío Gómez Prada

Nascido em Zapatoca, Colômbia, o maestro Gómez Prada recebeu seu doutorado em Artes Musicais com ênfase em Regência de Bandas e área secundária em Composição da Universidade de Nebraska-Lincoln, assim como seu mestrado em Música na Middle Tennessee State University, e sua Licenciatura em Música da Universidade Industrial de Santander. Ele desenvolveu um amplo trabalho como regente, compositor, produtor, pianista e arranjador. Suas composições foram interpretadas e publicadas na Colômbia, Europa e Estados Unidos. Dirigiu bandas e orquestras na Colômbia, Peru e Estados Unidos.

Alguns de seus prêmios mais importantes: Prêmio Nacional de Música em Composição (Colômbia 2012), bolsa de estudos para colombianos estudando no exterior (2016), competição para compositores estudiantes organizada pela Metropolitan Winds em Boston (2019), e as bolsas de estudo Hixon- Lied e F. Pace Woods concedida pela Faculdade de Artes da Universidade de Nebraska-Lincoln.

Atualmente, Rubén ocupa o cargo de diretor do programa de bandas da Southern Illinois University-Edwardsville, Estados Unidos, onde ensina regência para alunos de graduação e pós-graduação, dirige a Orquestra de Sopros da Universidade e coordena o festival estadual de bandas. É ainda codiretor da Banda Municipal de Edwardsville e Diretor Assistente da Banda Sinfônica de San Luis, Missouri.


 

A Orquestra de Sopros da UFRJ

A orquestra foi criada em 2007 e desde 2008 apresenta, de forma ininterrupta temporadas regulares de concertos, com programação intensa da obra brasileira e mundial para banda sinfônica, tendo sido responsável por importantes estreias de obras de compositores nacionais e primeiras audições na Brasil do repertório internacional escrito especificamente para banda sinfônica e orquestra de sopros. É formada por alunos de graduação do bacharelado em instrumentos de sopros e de percussão da Escola de Música da UFRJ, inscritos na disciplina de Prática de Orquestra e por técnicos funcionários. Como projeto de extensão, atende também alunos provenientes de projetos sociais da cidade do Rio de Janeiro. Outra importante função é sua atuação direta no suporte ao bacharelado em Regência de Banda, oferecido pela EM/UFRJ desde 2011. Entre seus principais objetivos está proporcionar o desenvolvimento da prática de conjunto a partir dos conceitos orquestrais, difundir a literatura brasileira e internacional para a formação de banda sinfônica, orquestra de sopros e sopros orquestrais, atuar no desenvolvimento técnico musical de seus integrantes a partir da prática de banda e orquestra. Em 2009 gravou o CD “A Obra para Orquestra de Sopros de Heitor Villa-Lobos” e em 2017 o CD ao vivo “Dobrados para o Itamaraty”. Em 2017 e 2019, atuou como grupo residente do Simpósio Funarte-UFRJ para Bandas, e desde sua organização, tem participado dos Panoramas de Música Brasileira Atual.


 

Projeto de Extensão Sistema Pedagógico de Apoio às Bandas de Música

O projeto de extensão foi criado em 2019, com aprovação no Departamento de Música de Conjunto e na Congregação da EM e conectado ao PROMUS, e vem atuando desde então para ações que objetivam o suporte técnico e pedagógico para regentes e instrumentistas de bandas de música, bandas sinfônicas, projetos socioculturais, orquestras e bandas juvenis. Em 2022, passou a contar com o apoio da Funarte e a integrar o programa Arte de Toda Gente, intensificando seus objetivos de apoio e avançando em diversas ações de suporte, tais como o Por Todas as Bandas do Brasil, o Simpósio Funarte-UFRJ de Bandas, as publicações de partituras, guias e manuais, a gravação de concertos com repertório brasileiro para bandas e a ampla difusão desse repertório no Brasil e no mundo. Tem como coordenador o professor Marcelo Jardim.


 

Projeto Bandas (Funarte)

Criado em 1976, o Projeto Bandas da Funarte possui uma trajetória que se confunde com a da própria história da Fundação, que foi estruturada no ano de 1975. Sua função sempre se estabeleceu no apoio sistemático ao desenvolvimento da banda de música no Brasil, com realização de doação de instrumentos musicais, promoção de cursos e oficinas de aperfeiçoamento musical prático e teórico para regentes e instrumentistas, através dos Painéis Funarte de Bandas de Música, edição de partituras de obras de compositores brasileiros, preparação de manuais técnicos, organização do cadastramento das bandas no Brasil, entre outras ações. É realizado pela Coordenação de Bandas de Música, ligada à Diretoria de Música da entidade. O Projeto de extensão Sistema Pedagógico de Apoio às Bandas de Música, da UFRJ, foi criado como suporte direto para o Projeto Bandas.


 

Serviço:

Concerto da Orquestra de Sopros da UFRJ com regência de Rubén Darío Gómez Prada

Quando: Dia 27/5/2024, 19h

Onde: Salão Leopoldo Miguez (Rua do Passeio, 98, Escola de Música da UFRJ, Centro-RJ)

Entrada franca

 

Realização

Fundação Nacional de Artes – Funarte (www.funarte.gov.br)

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) | Escola de Música da UFRJ

 

Mais informações para a imprensa

Assessoria de Comunicação da Funarte: [email protected]

Projetos Funarte-UFRJ (Programa Arte de Toda Gente): [email protected]


Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
HENRIQUE KOIFMAN
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://magoonews.com.br/.
Magoo News Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp