Magoo News Publicidade 1200x90
09/05/2024 às 15h18min - Atualizada em 13/05/2024 às 08h03min

10 pontos que esclarecem dúvidas sobre a energia elétrica em casa

FILIPE MARTINS
Foto: Freepik 

O mundo moderno depende da eletricidade para quase tudo: desde iluminar os ambientes até alimentar os eletrodomésticos e eletroeletrônicos. Para que o consumidor conheça um pouco mais sobre essa força invisível que impulsiona a vida cotidiana, a SIL Fios e Cabos Elétricos preparou um conteúdo prático e esclarecedor 

 

Na vida cotidiana, é importante que as pessoas absorvam conhecimentos básico sobre o uso da energia elétrica | Foto: Freepik 

No mundo da energia elétrica, conhecer o significado de alguns termos ajudam no funcionamento correto dos eletrodomésticos e equipamentos eletrônicos, além de garantir a segurança dos moradores e da edificação em si. A voltagem, termo popular relacionado à unidade de medida Volt (V), diz respeito à tensão elétrica que impulsiona os elétrons, através dos fios, para que os itens sejam alimentados. Mas qual a sua relevância nesse processo? 

De acordo com Nelson Volyk, Gerente de Engenharia de Produto da Sil Fios e Cabos Elétricos, a tensão elétrica usada para alimentar um equipamento precisa ser compatível. “Uma voltagem muito baixa pode fazer com que uma lâmpada brilhe com pouca intensidade e, em uma condição oposta, o excesso pode danificar os aparelhos”, exemplifica. 

Dessa forma, o especialista respondeu um conteúdo didático e esclarecedor. Acompanhe: 

  1. O que é tensão? 

 

Multímetro é um dispositivo que ajuda na identificação das tensões 127V ou 220V | Foto: Freepik 

 

A tensão, popularmente chamada de voltagem, se refere à diferença de potencial elétrico entre dois pontos. “Trata-se da força necessária para que os elétrons se movimentem e gerem a corrente elétrica. Nesse processo, ela pode ser contínua ou alternada”, explica Volyk.  

A tensão contínua pode ser compreendida ao se analisar uma pilha ou uma bateria que são constituídas por um polo positivo e negativo, assim como a geração de energia com módulos solares. Para essa distinção, padronizou-se o cabo preto para o negativo e o vermelho para o positivo.  

Por outro lado, a tensão alternada é recebida através da concessionária de energia e é responsável por alimentar as tomadas, iluminação, e os produtos de maior consumo de energia como os chuveiros. Nesse caso, não há o positivo e negativo, mas sim uma fase e um neutro , duas fases, e até três fases – essa está relacionada às instalações maiores e de maior consumo elétrico. “Essa definição depende de casa região do país”, informa o especialista da Sil. 

 

  1. Qual a diferença entre voltagem e amperagem? 

A corrente elétrica é popularmente chamada de amperagem devido à unidade de medida da corrente elétrica ser o ampère (A), que tecnicamente falando indica o deslocamento ordenado das cargas. 

Em uma instalação elétrica, o cálculo do projeto de cada circuito denomina o cabo elétrico a ser usado em função da corrente elétrica que irá passar por ele. Referência e líder nacional no segmento, a Sil Fios e Cabos Elétricos conta com um portfólio completo de cabos flexíveis justamente para atender as especificidades de cada demanda. “A conta é diretamente proporcional: quanto maior a corrente elétrica consumida, maior será o consumo”, relara o gerente da Sil. No caso da tensão é mais simples, pois os cabos usados em instalações fixas possuem isolação de 750 V ou 1.000 V e as tensões mais utilizadas são a 127V, 220V e 380V. “A depender dos transformadores da concessionária que servem a localidade, ainda há outras como as de 110 V e 440 V”, acrescenta Nelson. 

 

  1. Quais as diferenças entre tensões 127V e 220V? 

O Brasil possui diferenças entre as tensões elétricas de um estado para outro e até mesmo entre cidades vizinhas. Isso acontece pois, durante o processo de implantação da energia pública no país, cada empresa contratada trouxe o seu padrão – como por exemplo o padrão inglês. Segundo o engenheiro da Sil, uma análise prática é pensar que um equipamento de 127V, quando conectado em uma tomada de 220V, terá seu funcionamento danificado. No contrário, se um aparelho 220V foi inserido em uma ligação 127V, terá um desempenho fraco ou não funcionará completamente. 

 

Antes de realizar o projeto elétrico é fundamental verificar quais são as tensões disponíveis na cidade/estado, uma vez que existe uma variação (127 ou 220 V) | Foto: Pexels 

 

No portfólio da Sil Fios e Cabos Elétricos, os produtos mais empregados nos projetos são os cabos FlexSil 750V, produzidos em cobre e com isolação em PVC e reconhecidos por sua excelente flexibilidade e facilidade para a instalação; e o cabo Flexível Silnax 0,6/1kV HEPR 90⁰C, que, além da isolação em HEPR, possui uma cobertura em PVC. 

A decisão entre os dois produtos se dá de acordo com as especificidades do circuito e a localização. Enquanto o Flexsil 750V é recomendado para instalações protegidas por um eletroduto, o Silnax tem uma aplicação mais ampla, podendo ser utilizado em bandejas e leitos”, destaca o gerente especialista da empresa. 

 

Os cabos FlexSil 750V e Silnax 0,6/1kV são destaques de alta qualidade e segurança no portfólio da empresa | Foto: Sil Fios e Cabos Elétricos 

 

  1. Alerta de mito: a tensão 127V é mais econômica do que a 220V? 

Conforme esclarece Volyk, esse pensamento não procede, já que o consumo é determinado pela potência elétrica do aparelho. Como exemplo, ele pontua que um chuveiro elétrico de 7500 W registrará o mesmo consumo elétrico, independentemente de ser 127 V ou 220 V. “Nesse caso, a diferença financeira está apenas na instalação elétrica, visto que um chuveiro ligado em 220V terá uma corrente menor do que um chuveiro de mesma potência ligado em 127V. O que muda é a seção nominal do cabo. No caso de 220 V será menor do que o de mesma potência em 127V, que terá o condutor de maior seção”, relata ele, concluindo que o cabo mais fino é mais barato do que aquele de maior seção nominal. 

 

  1. Como medir a voltagem da tomada do imóvel? 

O aparelho para medir a tensão de uma tomada é o voltímetro e é possível contar também com o multímetro, normalmente o mais usado, que também analisa a corrente e a resistência elétrica no aparelho. “No caso do voltímetro, de simples manuseio, basta o morador colocar no plugue para realizar a conferência da tensão. Já o multímetro pede um pouco mais de conhecimento, mas tem suas vantagens principalmente na versão digital”, detalha o engenheiro. 

Outra forma de saber se é 127 V ou 220 V é usar pequenos dispositivos que, geralmente, são fabricados no formato de um plug. Ao ser inserido na tomada acende um led se for 127 V e outro led se for 220 V. 

 

  1. Quais erros mais comuns nas instalações das tensões 127V e 220V?  

A Sil Fios e Cabos Elétricos adverte sobre duas situações a serem evitadas durante as instalações: 

- Cabo dimensionado de forma incorreta: isso acontece quando a seção nominal do cabo, também conhecido como ‘bitola’, é inferior à necessária para o projeto. A situação pode incorrer em aquecimento excessivo do cabo, aumento da conta de energia e riscos de curto-circuito; 

- Cabos fora de norma: resultado de uma quantidade incorreta de cobre, a utilização torna-se insegura e responsável por um consumo elevado de energia. 

Um erro comum em uma instalação elétrica, onde haverá tomadas de 127 e 220 V é não ter a identificação na tomada da tensão elétrica. Assim ao ser ligado um aparelho 127 V em uma tomada de 220 V ele poderá queimar. 

  1. Como ter certeza sobre a segurança das instalações? 

 

O barato sai caro quando as instalações elétricas não são realizadas por profissionais experientes | Foto: Freepik 

Seja para uma nova instalação, reparo ou complemento de uma já existente, a Sil Fios e Cabos Elétricos sempre recomenda a contratação de um profissional especializado para o exercício da função.  

 

  1. O que é voltagem bivolt? Como funcionam esses aparelhos e quais são seus benefícios?  

A dupla tensão não se refere à tomada, mas sim que o produto elétrico funcionará tanto em 127V ou 220V. Ele funcionará corretamente independentemente da tensão elétrica da tomada que será ligado. 
 

  1. Quais as preocupações importantes ao se usar um ‘benjamin’? 

 

É fundamental respeitar os cuidados para a conexão de diversos equipamentos no dispositivo conectado em uma única tomada |Foto: Divulgação 

 

Também conhecido como ‘T’ ou pino três saídas pode vir o risco de uma sobrecarga. A tomada que será ligado o benjamin pode ser de 10 A ou de 20 A, e a soma do consumo elétrico dos produtos ligados nele não podem ultrapassar a corrente elétrica do benjamin que é 10 A. 

 

  1. Como posso garantir o uso seguro de um benjamin? 

Além de respeitar a corrente máxima do benjamin que é 10 A, não se deve ligar um benjamin em outro. Existem produtos de consumo elétrico elevados e muito próximo dos 10 A, então nesse caso “não” se deve utilizar benjamin. 

 

 

Sobre a Sil Fios e Cabos Elétricos    

A Sil Fios e Cabos Elétricos atua na produção e comercialização de Fios e Cabos Elétricos de baixa tensão desde 1974. Em 2024, a empresa foi laureada com o prêmio Anamaco – Master (categoria Fios e Cabos), ABREME (categoria ouro em 2024) em fios e cabos elétricos, Top of Mind e Melhor Produto do Ano pelo Grupo Revenda.   

 Em 2022, ao contabilizar o volume de material produzido, seria possível realizar 22 voltas ao redor da Terra. Empresa nacional, líder de mercado, a Sil conta com alta tecnologia na fabricação dos fios e cabos de qualidade para uso em instalações elétricas com tensões de até 1 kV (baixa tensão).   

 Em 1956, o Sr. Silvio Barone — o precursor da Sil —, iniciou sua trajetória com a abertura da Elétrica Danúbio, loja varejista revendedora de materiais elétricos. Com muito trabalho, o negócio expandiu e alcançou a abertura de outras filiais. Graças a sua visão empreendedora, o Sr. Barone realizou um novo sonho e adquiriu, em 1974, uma pequena fábrica para produzir os próprios fios e cabos elétricos. Assim, deu início a Sil Fios e Cabos Elétricos, que atualmente emprega mais de 500 colaboradores.   

 É por meio da transformação do cobre com alto grau de pureza e do composto isolante, específico para cada produto, que a companhia produz fios e cabos elétricos para instalações elétricas com tensões de até 1 kV (baixa tensão), bem como: cabos solda, de dados e cabo solar para sistemas fotovoltaicos. A Sil atende projetos residenciais, comerciais e industriais.   

Instagram: @sil_fios_e_cabos   

 

Informações para a imprensa    

ABRIL/2024  

dc33 Comunicação    

Filipe Martins – [email protected]   

Glaucia Ferreira – [email protected]   

Danilo Costa – [email protected]   

(11) 98125-7319   

www.dc33.com.br | @dc33comunicacao   


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://magoonews.com.br/.
Magoo News Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp