Magoo News Publicidade 1200x90
10/05/2024 às 17h25min - Atualizada em 13/05/2024 às 07h52min

Quando a água baixar

Eu sugeriria as nossas autoridades a pesquisarem o pós-inundação do Katrina.

MANUEL LAHOZ
divulgacao
Há pouco eu almocei com um conhecido meu que morava em New Orleans quando aconteceu o Katrina. O que ele me relatou me deixou preocupado. Ele disse que o pior (e muito pior) ainda está por vir, porque depois de passado o momento da inundação, as pessoas sem água e sem comida, no desespero, saem as ruas e furtam e roubam da maneira que lhes for possível.

Disse que houve muita violência. Falou que o mais importante neste momento é abrigar e dar comida para as pessoas. Além disto é fundamental o exército ir para as ruas, colocar soldados em cada esquina, para impedir os saques e outros crimes (como já está acontecendo em alguns pontos de Porto Alegre), talvez trazer batalhões de outros estados. Falou que tem que se ter um projeto de médio e longo prazo de manter as pessoas aonde elas moravam. Construir casas nos locais onde eles moravam e garantir o fornecimento de água e comida. Falou que a experiencia dele em New Orleans foi horrível, que guardas mataram muitos saqueadores. Eu sugeriria as nossas autoridades a pesquisarem o pós-inundação do Katrina. Há muito a ser aprendido lá.


Sugiro os nossos colegas que tem proximidade com as autoridades em poder, que passassem este recado, para que possam se mobilizar, no sentido de evitar que o pior aconteça. Importante lembrar que após a emergência virá o dia a dia.
As pessoas precisam comer, beber água, receber auxílio médico, ir a escolas, reconstruir suas moradias, transitar com mercadorias pelo estado etecetera. Enfim precisam viver.
Ocorre que isso vai ser muito difícil.
Não haverá estradas em condições de uso, rede de água e esgoto operacionais, comércio de alimentos e medicamentos (sem estradas como movimentar essas mercadorias).
As escolas necessitando de obras, os hospitais estarão exauridos, os municípios sem arrecadação, dependendo de repasses da União.
Haverá fome e doenças. Nessas condições o ser humano volta ao primitivismo. É só lembrar a pirâmide de Maslow, faltarão as necessidades básicas.

Haverá além dos males descritos, assaltos, estupros, violência.
É fundamental um planejamento completo e uma execução primorosa para evitar isso.
Quem vive fora das regiões afetadas não aquilata o que é isso. É muito mais grave que as chuvas na região serrana. Lá, embora tenham havido muitas vítimas, a infraestrutura do estado estava preservada.
No RS está tudo destruído, em todo o estado.
Que o bom Deus ajude o povo gaúcho.

Manuel Lahoz
Médico | Perito |Consultor de Empresas

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://magoonews.com.br/.
Magoo News Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp