30/08/2021 às 13h53min - Atualizada em 30/08/2021 às 14h00min

Sem licitação há mais de 2 anos, Centro de Reabilitação do RN tem filas por cadeiras de rodas, órteses e próteses

Presidente da Comissão da Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e Mobilidade Reduzida da Câmara de Natal, Tércio Tinôco diz que 2 mil potiguares sofrem com problema.

G1
https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2021/08/30/sem-licitacao-ha-mais-de-2-anos-centro-de-reabilitacao-do-rn-tem-filas-por-cadeiras-de-rodas-orteses-e-proteses.ghtml

Presidente da Comissão da Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e Mobilidade Reduzida da Câmara de Natal, Tércio Tinôco diz que 2 mil potiguares sofrem com problema. Centro de Reabilitação Infantil e Adulto (CRI) em Natal
Anna Alyne Cunha/Inter TV Cabugi
O Centro de Reabilitação Infantil e Adulto (CRI) tem acumulado filas de pessoas necessitadas de cadeiras de rodas, órteses e próteses. Isso porque há 2 anos e 7 meses, não é feita nenhuma licitação, por parte do Governo do Estado para a compra desses equipamentos (veja o que diz o governo mais abaixo),
Órteses são dispositivos permanentes ou transitórios que auxiliam a função de um membro com algum tipo de deficiência, como bengalas, muletas, coletes cervicais, andadores, entre outros. Já as próteses substituem total ou parcialmente algum membro, de maneira permanente ou transitória.
Um desses casos de atraso aconteceu com Dario Gomes, que aponta que o problema não é de hoje. Em 2014, ele entrou com requerimento no CRI para receber uma cadeira de rodas. O aposentado de 45 anos, morador do bairro Bom Pastor, em Natal, até hoje espera pelo equipamento.
"Eu uso a mesma cadeira de rodas, do tipo esportiva, desde 2013. A que eu espero do CRI é feita sob medida, o que me dará mais conforto e qualidade de vida, mas infelizmente já são mais de seis anos numa lista de espera que praticamente não anda", diz Dario.
Paraplégico, depois de ter sido atingido por um tiro durante um assalto em 2005, Dario reforça que uma cadeira de rodas tem uma vida útil de cerca de 2 anos, dependendo do uso.
"No meu caso, que sou paratleta, viajo para competições e ando muito em Natal para os treinos, o desgaste é maior. A cadeira é montada e desmontada várias vezes até num mesmo dia. Com pouco tempo, já precisamos fazer reformas e manutenções, já que o custo de uma nova é alto", explica.
Sem licitação há quase 3 anos, lista de espera por cadeiras de rodas, órteses e próteses cresce no RN
Anna Alyne Cunha/Inter TV Cabugi
Já a cadeira de rodas usada hoje por Caio Targino foi comprada com muito esforço pela família, com a ajuda de amigos, em 2017. Ela custou mais de R$ 7 mil. Antes da compra, o estudante entrou para a lista de espera do CRI em 2009. Seis anos depois, recebeu a cadeira, que já não estava mais nas medidas dele.
A direção do CRI chegou a anunciar a instalação de uma oficina ortopédica em 2019 com recursos de R$ 661 mil assegurados pelo Ministério da Saúde. O espaço permitiria a produção e a manutenção de próteses e cadeiras, mas o projeto está parado até hoje.
Sem licitação há quase 3 anos, lista de espera por cadeiras de rodas, órteses e próteses cresce no RN
Anna Alyne Cunha/Inter TV Cabugi
Segundo informações da administração do Centro, ainda é preciso um alvará de funcionamento emitido pelo município de Natal. O prazo final para a instalação da oficina é março de 2022.
Tércio Tinôco, vereador e presidente da Comissão da Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e Mobilidade Reduzida da Câmara de Natal, acompanha o assunto e lamenta tanto tempo sem licitação. De acordo com ele, pelo menos 2 mil potiguares estão na lista de espera.
“Imagine uma criança com 10 anos que vai receber a cadeira de rodas do Estado aos 16. Essa cadeira não vai servir mais. É um atraso que impacta diretamente na qualidade de vida das pessoas com deficiência”, diz.
O que diz a Secretaria de Saúde
Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) informou que, em 2020, deu início ao processo de abertura de chamada pública para aquisição de órteses, próteses ortopédicas e meios auxiliares de locomoção.
Entretanto, o processo foi suspenso em 8 de dezembro em cumprimento a um mandado de segurança emitido pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, atendendo a um pedido de impugnação do edital por parte de uma das empresas concorrentes.
A Procuradoria Geral do Estado (PGE) entrou com um recurso contra esta decisão e a Sesap aguarda o andamento do processo para dar continuidade na aquisição dos equipamentos.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2021/08/30/sem-licitacao-ha-mais-de-2-anos-centro-de-reabilitacao-do-rn-tem-filas-por-cadeiras-de-rodas-orteses-e-proteses.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://magoonews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp