01/11/2021 às 09h45min - Atualizada em 01/11/2021 às 09h45min

Pela primeira vez na pandemia, hospitais de Itabira não registram pacientes internados com Covid-19

Registro é inédito nos 19 meses desde que o primeiro caso da doença foi registrado na cidade, em março de de 2020

Coordenadoria de Comunicação PMI
Coordenadoria de Comunicação PMI
PMI

Neste domingo, 31 de outubro, os itabiranos puderam respirar com mais tranquilidade e encher os corações de esperança. Hoje, pela primeira vez na pandemia, os hospitais da cidade não registraram pacientes internados com a Covid-19. De acordo com o boletim epidemiológico emitido pela Secretaria de Saúde, as  taxas de ocupação em leitos de UTI e enfermaria, do Hospital Municipal Carlos Chagas e Hospital Nossa Senhora das Dores, apresentaram 0% correspondentes à doença . O registro é inédito nos 19 meses desde que o primeiro caso da doença foi registrado na cidade, em março de 2020. 

A secretária de Saúde, Luciana Sampaio, afirma que a responsabilidade da gestão com a pandemia associada  ao compromisso dos itabiranos tornaram possível esse cenário de controle. “Esse é o reflexo de todas ações da Prefeitura de Itabira e da secretaria  em conjunto com todos os Itabiranos. Conseguimos alcançar este momento tão esperado e especial para todos ! Como sempre falamos: é assim que vamos vencer esta pandemia ! Cada um fazendo com excelência a sua parte ! Parabéns, Itabira”, ressalta Luciana Sampaio, emocionada com os dados apresentados.

Ainda, conforme a secretária, a imunização quase completa da população também tem contribuído para o controle da doença na cidade, uma vez que a vacinação é um dos instrumentos para o enfrentamento ao coronavírus. Em Itabira, mais da metade da população já recebeu a segunda dose da vacina e as equipes de saúde estão empenhadas na aplicação da dose de reforço para aqueles que cumprem os requisitos exigidos pelo Plano Nacional de Imunização. Mais de 131.890 doses foram aplicadas na cidade, segundo o vacinômetro publicado no dia 1° de outubro. 

A gestão com eficácia da pandemia trouxe a Itabira o reconhecimento regional de cidade referência, principalmente pelo compromisso das ações desenvolvidas pelo Centro de Operações Emergenciais em Saúde de Itabira (Coes) seguindo as determinações do Programa Minas Consciente, do Governo de Minas. Além disso, Itabira estabeleceu parcerias importantes  para ampliar a rede de atendimento aos pacientes que enfrentaram a doença e, com isso, foi possível traçar estratégias assertivas, como foi o caso da consultoria prestada ao município pelos profissionais do Hospital Israelita Albert Einstein. Estes também instalaram em Itabira a unidade "Saúde Móvel", a carreta que realizou por três meses a testagem para diagnóstico do coronavírus. 

Ademais, o governo municipal  investiu na abertura de 52 leitos de enfermaria e 20 leitos nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) no Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC) e Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD), em parceria com a mineradora Vale, na fase crítica da pandemia, sem contar com a vinda de 34 estudantes de Medicina da Faculdade Ciências Médicas de Minas Gerais para reforçar as unidades do Programa Saúde da Família (PSF), Pronto- Socorro e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Vieram também quatro alunos da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) do Internato Rural, que auxiliaram nos atendimentos em Ipoema e Senhora do Carmo. 

No momento, Itabira integra a Onda Verde do Programa Minas Consciente do Governo de Minas, em que as restrições impostas pela pandemia podem ser flexibilizadas, no entanto, os cuidados exigidos para a proteção contra a Covid-19 precisam ser mantidas, como o uso de máscaras e álcool em gel. Atualmente, Itabira registrou 23.225 casos positivos de Covid-19 e 367 óbitos. 

por Coordenadoria de Comunicação


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://magoonews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp