01/11/2021 às 09h18min - Atualizada em 01/11/2021 às 09h18min

Com semana mais curta, Câmara vive expectativa para votação da PEC dos Precatórios

Presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) prometeu descontar o salário dos parlamentares que não aparecerem para a votação

Bárbara Baiãoda CNN
https://www.cnnbrasil.com.br

Apesar de esta ser uma semana mais curta por causa do feriadão de Finados, a Câmara dos Deputados prevê a votação em plenário a partir desta quarta-feira (3) da PEC dos Precatórios — fundamental para o governo federal abrir espaço fiscal para turbinar o programa Auxílio Brasil no valor de R$ 400.

O governo espera a presença da maioria dos 513 deputados — são necessários 308 votos a favor. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), prometeu descontar o salário dos parlamentares que não aparecerem, e há a articulação política do governo para liberar emendas parlamentares, destinando mais dinheiro a redutos eleitorais.

 

Trabalhamos com plano A, que é PEC dos Precatórios, diz Guedes sobre Auxílio Brasil Para destravar PEC, Câmara discute incluir previsão de pagamento a professores até 2024 “Não furaremos teto de gastos com precatórios”, diz Bolsonaro

A verba para as emendas viria do espaço fiscal aberto pela proposta que, pela estimativa do Ministério da Economia, deve chegar a R$ 90 bilhões a mais no orçamento.

Para viabilizar a manobra, é feita a mudança na aferição da inflação, que influencia no cálculo do teto de gastos, e a flexibilização do pagamento de precatórios — ponto que gera resistência, inclusive, da base aliada.

(Publicado por Daniel Fernandes)

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://magoonews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp