28/08/2021 às 06h49min - Atualizada em 28/08/2021 às 06h49min

Onda Vermelha: Prefeitura publica modificações em decreto da Covid-19

Alterações estão em artigos que tratam da realização de eventos e funcionamento de bares

Comunicação Social PMI
Comunicação Social PMI
Comunicação Social PMI

A regressão da microrregião de Itabira para a Onda Vermelha do programa Minas Consciente, confirmada na manhã desta sexta-feira (27) pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG), provoca alterações no decreto municipal que disciplina as atividades durante a vigência do estado de calamidade provocado pela pandemia de Covid-19. As mudanças serão publicadas neste sábado (28), no Diário Oficial do Município, mas entram em vigor a partir da próxima segunda-feira (30).

O decreto 1.340/2021 traz modificações no quantitativo de público permitido em eventos e no horário de funcionamento de bares e restaurantes. Com relação aos eventos, seguindo o que determina o Minas Consciente, essas atividades deverão ter público máximo limitado à capacidade de 10% do total de metros quadrados úteis do espaço em ambientes fechados e 30% em ambientes ao ar livre. Deverá ser respeitado o distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas. Além disso, os eventos só poderão ser realizados entre 8h e 21h, com limite de 5 horas de duração dentro dessa faixa horária.

Já o horário de funcionamento de bares e restaurantes será de 8h até às 23h30, com meia hora de tolerância para encerramento dos trabalhos. As mesas deverão estar distantes 1,5 metro uma da outra. Demais regras já consolidadas nos outros decretos, como disponibilização de álcool em gel, uso obrigatório de máscaras fora da mesa, vedação ao consumo em pé e outras, continuam valendo.

Onda Vermelha

A microrregião de Itabira retorna à Onda Vermelha após quatro meses variando entre as ondas Amarela e Verde. A nova configuração abrange os 14 municípios da microrregião que tem Itabira como referência assistencial. Segundo a secretária municipal de Saúde, Luciana Sampaio, um conjunto de fatores contribuiu para a regressão.

Luciana observa o aumento de casos positivos registrados na Microrregião Assistencial de Saúde de Itabira (composta por 14 municípios) e em Itabira também desde a última semana, mesmo com o ritmo de transmissão (Rt) na cidade variando abaixo de 1. Um fator observado é que o crescimento do índice de positividade não tem refletido em internações ou óbitos. Nesta sexta-feira, por exemplo, a taxa de ocupação dos leitos de UTI Covid está em 27%, com apenas metade dos pacientes oriundos de Itabira.

A avaliação do Minas Consciente, no entanto, leva em consideração dados da semana passada, quando a ocupação nas UTIs ultrapassou a casa dos 70%. Os pacientes, porém, eram em maioria de outras cidades da microrregião.

“O que temos percebido é que, de fato, existe um crescimento no número de casos. Isso, aliado a outros fatores, nos levou à Onda Vermelha. Porém, o cenário de hoje não é nem parecido com o que já vivemos meses atrás. É um cenário preocupante, claro, mas muito mais tranquilo que aquele da Onda Roxa ou quando migrávamos para a Onda Vermelha, em abril. Isso nos possibilita não fazer alterações muito profundas nas regras. Contudo, seguiremos observando os nossos números e atentos aos novos passos”, comenta a secretária Luciana Sampaio.

Já o prefeito Marco Antônio Lage pede que a população continue parceira do município no combate à Covid-19. “Tivemos uma melhora evidente no quadro nos últimos meses, avançamos com flexibilizações, mas não podemos correr o risco de acreditar que já temos uma vida normal. A vacinação avança, as internações e os óbitos reduziram consideravelmente, mas a pandemia continua, ainda é uma companhia ingrata que temos que conviver. Por isso, pedimos que o itabirano siga vigilante e nos ajude a seguir avançando. Não podemos regredir agora”, pediu o prefeito.

por Coordenadoria de Comunicação Social


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://magoonews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp