Magoo News Publicidade 1200x90
13/10/2021 às 10h23min - Atualizada em 13/10/2021 às 10h23min

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem buscado estreitar seus laços com o agronegócio e com evangélicos

Meio
Meio

Com a popularidade em baixa, mas estável, o que indica manutenção de seu eleitorado de extrema-direita, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem buscado estreitar seus laços com o agronegócio e com evangélicos. A avaliação é que esses grupos têm capacidade de mobilização e controle de suas bases e vêm sendo alvo de aproximação por parte do ex-presidente Lula (PT). A indicação de André Mendonça para uma vaga no STF, ora emperrada no Senado, busca sacramentar esse laço com os líderes neopentecostais. Já os ruralistas vem sendo afagados com o afrouxamento das regras e da fiscalização ambientais. (Folha)

O caso de Mendonça acirra a briga dos evangélicos com ala política do governo, leia-se Centrão. O pastor Silas Malafaia, bolsonarista de primeira hora, publicou um vídeo atacando o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, por uma suposta movimentação de bastidores para emplacar outro nome no Supremo. Passando o feriado no seu Piauí, Nogueira disse que “falta informação a esse pastor”. “Sou um auxiliar do presidente da República e toda a sua determinação será cumprida sempre”, afirmou o ministro. (Poder360)

Enquanto isso... Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente do Senado, confidenciou a aliados que pretende segurar a sabatina de Mendonça até 2023, quando, a menos que Bolsonaro se reeleja, a indicação será trocada pelo futuro presidente da República. (CNN Brasil)


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://magoonews.com.br/.
Magoo News Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp