Magoo News Publicidade 1200x90
12/10/2021 às 10h06min - Atualizada em 12/10/2021 às 10h06min

5 Fatos para ler no café da manhã

CNN
CNN
Veja em seu navegador
View this email in your browser
Terça-feira, 12 de outubro de 2021

Os impactos do Cristo Redentor na economia do Rio de Janeiro são tão impressionantes quanto a imponência da estátua de 38 metros de altura e 1.145 toneladas que completa 90 anos hoje. Nos cálculos de um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), R$ 1,462 bilhão são movimentados em torno -- e literalmente em torno -- do monumento mais famoso do Brasil.
 

Cristo Redentor
Os impactos do Cristo Redentor - que completa 90 anos hoje - na economia do Rio de Janeiro são impressionantes. Nos cálculos de um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o ponto turístico movimenta R$ 1,462 bilhão. A maior parcela é movimento anual direto, R$ 861 milhões, valor que diz respeito a atividades econômicas ligadas ao Cristo, como transporte, alimentação, comércio, entretenimento, meio de hospedagem e outros. A CNN obteve o estudo entregue pela FGV à Arquidiocese do Rio de Janeiro. Ele prevê ainda uma combinação de fatores a serem explorados para uma agenda estratégica visando 2030. São eles: religiosidade, sustentabilidade ambiental, sustentabilidade financeira e solidariedade. O estudo ainda sugere a profissionalização da gestão e um sistema informatizado de controle de doações.

Prevent Senior
A família da paciente Elvira Lo Bianco, de 86 anos, denuncia a Prevent Senior por negligência médica. Elvira foi internada em um hospital da rede, em São Paulo, em novembro de 2020. A idosa precisou passar por uma cirurgia depois de quebrar o joelho. Segundo sua filha, havia suspeita de Covid-19, mas dois testes de PCR deram negativo para a doença, e a idosa recebeu alta mesmo debilitada. Dois dias depois morreu, em casa, com pneumonia. Mesmo sem os testes apontarem infecção pelo coronavírus, dona Elvira recebeu medicamentos do “kit covid”. A filha conta que implorou para que não fosse dado hidroxicloroquina para a mãe, já que ela tinha cardiopatia. Documentos obtidos pela CNN com exclusividade mostram a prescrição médica. Não havia indicação de cloroquina, porém a receita indicava tamiflu, azitromicina e ivermectina, remédios que fazem parte do kit sem eficácia contar a Covid-19.

CPI da Pandemia
O presidente da CPI da Pandemia, senador Omar Aziz (PSD-AM), afirmou em entrevista à CNN ontem que é importante ouvir representantes da Comissão de Incorporação de Tecnologia do SUS, a Conitec, antes do depoimento do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. A CPI encontra-se na reta final, e o novo depoimento de Queiroga está marcado para a próxima segunda-feira (18). O interesse pela Conitec é porque ela adiou a decisão sobre a recomendação ou não da prescrição de remédios sem comprovação científica contra a Covid-19, o chamado "kit Covid". Também ontem, o vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou que há a possibilidade de a comissão se estender para além de 19 de outubro, data para a qual está programada a apresentação do relatório final. "Nenhuma hipótese está descartada", disse o parlamentar.

Nobel da Economia
Um dos três premiados com o Nobel de Economia analisou recentemente os salários e a desigualdade racial no Brasil. David Card é parte do grupo de quatro pesquisadores que fez uma avaliação nada positiva sobre a nossa realidade: brasileiros não brancos têm trabalho em empresas que pagam salários menores, e, dentro de cada companhia, a renda desse grupo é mais baixa que a dos brancos nas mesmas funções. Para resolver o problema, os pesquisadores sugerem reduzir a disparidade educacional no país e dentro das próprias empresas. O estudo “Combinação sortida ou contratação excludente? O impacto das políticas empresariais nas diferenças raciais dos salários no Brasil” foi publicado em 2018 pelo NBER, o Bureau Nacional de Pesquisa Econômica dos Estados Unidos.

Crianças baleadas
103 crianças foram baleadas, entre elas bebês, e 30 morreram vítimas da violência no Rio de Janeiro nos últimos cinco anos. A maioria dos casos – 64 crianças – aconteceu dentro das comunidades e as vítimas foram feridas durante confrontos entre grupos rivais de traficantes ou em operações policiais. Os dados são do Instituto Fogo Cruzado, que também mostra que, além das marcas físicas, muitas crianças passam a apresentar problemas psicológicos. Dentre as vítimas, duas foram atingidas em operações policiais, duas em tentativas de homicídio e duas em ataques a civis. Dois casos não tiveram sequer a motivação definida.

 
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://magoonews.com.br/.
Magoo News Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp